Fim das Férias

Este é daqueles textos que tem um sabor agridoce, por um lado temos as baterias recarregadas, estamos cheios de projetos e ideias novas, sentimos a leveza de um recomeço, vamos retomando aos poucos as rotinas numa cidade ainda a meio gás, com trânsito de fluir, pouca confusão à nossa volta e tudo vai voltando ao seu lugar. Mas por outro, ainda temos as memórias de dias sem pressa, sem rotinas, rodeados por aqueles que amamos e a vontade de assim continuar é enorme.

Por aqui foi um mês inteiro dedicado à família, duas semanas a três, duas semanas a duas e foi maravilhoso. Por  vários motivos este ano não fomos para nenhum lugar fora do habitual, mas ainda assim foram dias cheios de momentos diferentes e maravilhosos para estarmos todos juntos e aproveitarmos cada segundo, principalmente com a pequena Mi que está cada vez mais crescida.

Começámos por passar alguns dias em Coimbra, em casa dos avós.
Aproveitámos para ir visitar o Portugal dos Pequenitos, que fez as delícas da princesa, adorou entrar em cada casinha, espreitar nas janelas pequeninas, tocar o sino, perguntar o que era e cada uma das coisas que ia encontrando. É um bom local para levar os mais novos, e passar uma tarde bem divertida, no entanto, acho que o preço dos bilhetes é um pouco alto (tive a mesma opinião na Quinta das Lágrimas,).
Como estava bastante calor passámos umas belas horas no rio da minha infância onde brincámos muito com as pedrinhas e a água, e eu aproveitei para matar saudades daquele lugar tão especial e relembrar os momentos maravilhosos que ali passei.
Tirámos um dia para namorar em que a Mi ficou com os avós a explorar o quintal e a brincar com os animais que tanto adora, e nós fugimos até Águeda, Aveiro e percorremos um bocadinho daquela zona que tanto adoramos. Esse dia e a primeira parte das nossas férias acabou com uma reunião de Obra-Primas na simpática Vila da Lousã 🙂
Voltámos a Lisboa …
Praia, baloiços, jardim, quintinha dos animais, atividades domésticas partilhadas, pequenas brincadeiras com muita àgua à mistura, pequeno almoço a três nas calmas, gelados de fruta, sestas longas e revitalizantes, não fazer nada, sentir o calor do sol, ouvir os passarinhos, e assim passou um mês.
Foi tão bom, ter o previlégio de estar com os amamos, fazer coisas simples mas cheias de significado é mesmo maravilhoso. Basta colocarmos amor e significado em tudo o que fazemos e todos os momentos podem ser especiais, mesmo que não fujamos do sítio onde moramos, há sempre tantas atividades e programas (gratuitos) que podemos fazer, basta olhar à nossa volta e valorizar o espaço.
Hoje o coração está apertadinho de saudades, mas cheio de boas recordações para as  atenuar e uma gratidão enorme por cada momento vivido.
Espero que desse lado tenho o mesmo sentimento ❤
20180731_101317

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s