Ultimamente tenho-me esforçado por dar mais valor às pequenas coisas da vida, às mais simples que por vezes nos passam despercebidas. Tenho tentado ser mais e ter menos (um dia escrevo sobre como tudo começou).
Na correria do dia-a-dia nem sempre aproveitamos o pouco tempo livre que temos da melhor forma, e muitas são as vezes que acabamos por ficar por casa agarrados às tarefas domésticas e no final olhamos para trás e não fizemos nada de diferente, e voltamos ao trabalho mais cansados do que saímos e com a sensação de mais um fim-de-semana ou feriado que passou e não aproveitámos.
Não, nem sempre é preciso ir passar o fim-de-semana fora para fugir dessas tarefas, ou ir a um restaurante caro para ter uma refeição deliciosa fora de casa.
Desfrutar da natureza mesmo vivendo na cidade é uma excelente opção para passar bons momentos em família. Uma das nossas opções preferidas é “picnicar”. Estamos mais à vontade que num restaurante, o menu é escolhido (e por vezes feito) por nós, brincamos, apanhamos sol, estamos mais disponíveis uns para os outros, a princesa Mi pode explorar a natureza, sujar-se (faz parte), e por vezes brincar nos baloiços.
É uma opção económica, que nos permite manter o equilíbrio, sair por umas horas e depois voltar aos afazeres rotineiros mas com muito mais energia e outra disposição.
Este outono tem sido generoso em oferecer-nos dias maravilhosos para este tipo de programas.